Menu

Quem dança seus males espanta!

outubro 1, 2012 - Atividades, Bem estar
Quem dança seus males espanta!

Divulgação

A dança pode substituir a malhação? De acordo com alguns especialistas sim, mas depende da atividade aeróbia escolhida. Hoje existe uma grande variedade de treinos coreografados nas academias. Há muitas modalidades diferentes disponíveis para adultos: balé clássico, sapateado, dança do ventre, samba, dança country, street dance, flamenco, jazz, dança contemporânea e pole dance.

Quanto mais você pratica, mais você ganha intimidade com o tipo de aula e consegue realizar as coreografias com mais intensidade e sem pausa, ajudando a queimar muitas calorias. É nesse momento que você pode ter um gasto calórico maior do que uma simples caminhada na esteira, por exemplo.

A dança melhora a flexibilidade e a postura corporal, o condicionamento aeróbico aprimora a coordenação motora e o equilíbrio, e ainda auxilia na perda de peso. Mas para isso é preciso se entregar por completo.

Além disso, os benefícios não são só físicos. Ao dançar, libertamos nossas emoções, melhoramos o condicionamento físico e ainda nos divertimos com os próprios tropeços. E o melhor, recomendável para pessoas de todas as idades.

Divulgação

Alongamento

Mas, para quem está começando, é importante ter cuidados para evitar câimbras, contratura muscular e, principalmente, as dores no dia seguinte. Pessoas fora de forma precisam começar a dançar em um ritmo mais devagar para aquecer a musculatura antes do exercício.

Durante a dança, é essencial fazer algumas pausas para restaurar a freqüência cardíaca e o organismo se recuperar. A hidratação também é importante, então não deixe de beber água, ou até mesmo sucos ou água de coco.

Conheça alguns exercícios de alongamento:

Coxas

É importante alongar a parte posterior e anterior das coxas. O primeiro alongamento é da parte frontal: apóie-se em uma parede e puxe uma das pernas até encostar o calcanhar no bumbum, como mostra a professora Marília Cervi na imagem ao lado. Segure nessa posição por 20 segundos e deixe a outra perna estendida, com o pé no chão. Repita o movimento alternando as pernas. Depois, em pé, estique uma das pernas na frente e leve uma das mãos até o máximo que conseguir em direção ao pé. A outra perna fica estendida e o pé não sai do chão. Repita o movimento alternando as pernas.

Panturrilha

Para alongar a região, fique perto da parede, apóie os dois braços à frente e coloque uma das pernas na frente com o joelho levemente dobrado. A perna de trás fica estendida e os pés não saem do chão. Faça esse movimento com as duas pernas, para alongar a região trabalhada. A médica do esporte, Fernanda Lima, ressalta a importância de manter por 20 segundos o alongamento em cada perna. O exercício previne dores no dia seguinte e protege contra cãimbras, contraturas e outros incômodos.

Glúteos

Com uma das pernas estendida e o pé no chão, dobre a outra em cima de uma superfície.  Deixe o tronco um pouco à frente. Alterne as pernas e segure na posição por 20 segundos em cada perna.

 Fonte: Vila Mulher / G1